top of page

Daphne & Velma - O Filme que não tem Público-Alvo.


A gente também aprende com filme ruim. Eu sempre gostei muito de Scooby-doo desde pequeno. Estudei Scooby-Doo na faculdade e ensino scooby-doo em meu curso de séries. Sim! a gente tem MUITO a aprender com Scooby-Doo.


E agora que a HBO MAX chegou eu finalmente pude assistir Daphne & Velma, o filme baseado na dupla de meninas da turma. O filme decepciona, é bem bobinho mesmo e dá pra ver que é um piloto recusado. O roteiro é péssimo, muito ruim mesmo. Mas isso não impede a gente de poder analisar o filme e tentar entender onde ele errou.


Meu primeiro instinto foi que separar personagens que foram pensadas como partes e não como um todo pode ser problemático, vide o fracasso monumental do spin-off de Friends, Joey. Mas nesse caso, a dupla funciona. não por conta do roteiro, mas por conta das funções narrativas que elas exercem dentro da turma do Scooby-Doo. Daphne é o contraponto, Ela e Fred disputam o tempo todo o papel de líder do grupo e em muitos aspectos, Fred e Daphne são o mesmo personagem, apenas com gêneros trocados, porque o desenho queria atingir meninos e meninas. Velma é o cérebro e a voz da razão. Se Daphne é uma "Mulder", Velma é com certeza uma "Scully". (A piada de Arquivo-X denuncia a idade.) E nesse ponto a dinâmica das duas funciona, mesmo sem o resto do grupo e essa é a única dinâmica que é explorada aqui.


As atrizes são boas, Eu adorei a Sarah Jeffrey como Daphne e a Sarah Gilman como Velma. infelizmente elas ficam presas em um roteiro abaixo da mediocridade.


O Maior erro aqui - na minha humilde opiniônica - é que o filme não sabe o público que quer atingir. Pra quem esse filme foi feito? talvez nem mesmo os produtores saibam. Só a PI do Scooby-Doo já é reconhecível o suficiente para justificar muitos filmes, porém, os fãs do Scooby-Doo estão velhos hoje, como eu. As crianças de hoje estão em outra vibe. No entanto, o filme traz um enredo bem infantil, uma produção de TV digna de "os Mutantes" e personagens bem bobinhos. Ele não atinge nem a geração nova - que não ta nem aí pra Scooby-Doo, muito mais pra Velma e Daphne - e não atinge os fãs originais que estão mais apegados ao valor nostálgico do que a qualquer outra coisa. O filme não consegue se comunicar com ninguém.


Um tom mais sóbrio, mas que respeitasse a essência do original e batesse na tecla da nostalgia - talvez ambientar o filme nos anos 80 - servisse para atingir a geração que cresceu com os personagens e hoje têm dinheiro pra bancar grandes franquias. Ou, reintroduzir os personagens em estilo CalArts para as novas gerações - funcionou bem para Teen Titans e Thundercats - e focar um longa voltado pra essa galera.


Alguém aí teve a decepção de assistir Daphne & Velma? O que vocês pensam sobre isso?

Comments


fd11_Banner_220x220.jpg
bottom of page