top of page

Como eu Desenvolvo Roteiros de Documentários.



Por mais que a gente planeje a nossa carreira, inevitavelmente a gente acaba aprendendo outras habilidades que nem sabíamos que tínhamos para assumir jobs fora de nossa zona de conforto. Foi assim que eu escrevi um game, foi assim que eu virei roteirista de animação e hoje, é assim que eu me tornei um roteirista de documentários.


Eu sempre tive a vontade de escrever um Doc mas nunca me especializei o suficiente para ter confiança para encarar o desafio. Também nunca tive essa demanda na minha carreira que exigisse que eu adquirisse esse conhecimento. mas foi graças ao meu currículo diferenciado que eu consegui um emprego como roteirista de Doc e hoje eu vou compartilhar um pouco com vocês da minha primeira experiência nesse ramo.


Eu trabalho na plataforma meusucesso.com e lá produzimos séries documentais de estudos e casos sobre empreendedores de sucesso. (Foi uma coisa do destino que uniu o ROTEIRISTA EMPREENDEDOR a uma empresa que trabalha com empreendedorismo. Um casamento perfeito)


Assim que fui contratado, recebi o primeiro projeto da casa, e logo de cara eu iria assumir ele de cara. Trata-se de uma série documental em 6 episódios sobre o cofundador da Reserva (grife carioca de moda) e CEO da do grupo AR&CO, junção da reserva com a Arezzo.


Mas o que é interessante de verdade, é como funciona o organograma desse processo de criação. Vou compartilhar aqui com vocês o passo a passo do processo que eu utilizo dentro do meusucesso.


O primeiro passo, lógico, é a escolha do assunto. De preferência algo que você tenha genuína paixão, pois vai ter muita pesquisa envolvida.


A Pesquisa deve ser feita com muito cuidado. Você não vai sair pra filmar nada sem antes ter pesquisado a fundo o seu assunto. Isso porque antes de mais nada, você precisa criar a narrativa que você vai usar e a estrutura do seu documentário.


No geral, um documentário também compartilha da estrutura de três atos, introdução, desenvolvimento, conclusão. Mas dependendo do assunto, ele pode ter quantos atos forem necessários para organizar a narrativa. Uma forma que eu gosto muito de usar, é pensar na estrutura de documentário da seguinte forma:


  • TESE - O assunto principal do seu documentário e a forma como você aborda esse assunto.

  • ANTÍTESE - Qual é o outro lado da sua tese? Quais os pontos negativos?

  • SÍNTESE - Qual o balanço final do assunto? A que conclusão você chegou?


Aí vem a fase de selecionar os PERSONAGENS desse documentário. Quem você vai entrevistar? Faça uma lista de pessoas de interesse que você acredita que têm coisas interessantes para adicionar a sua tese. Outros personagens vão surgir ao longo do caminho, mas essa lista inicial é de suma importância, pois são os seus "protagonistas" por assim dizer. são esses depoimentos que vão formar a espinha dorsal da sua narrativa.


Com os personagens selecionados, é hora de realizar as PRÉ-ENTREVISTAS. Podem ser feitas pelo zoom, ou até por telefone. é um bate-papo informal onde você vai sondar seus personagens para ver se eles possuem as informações que você deseja. Nessa fase é que vão surgir outros personagens indicados por esses.


Se você estiver satisfeito com as pré-entrevistas pode começar a montar sua estrutura de roteiro.


  • Qual o seu ponto de partida? Onde sua narrativa começa?

  • Qual o seu primeiro ponto de virada?

  • Qual a sua antítese? Qual o momento de maior conflito ou de carga negativa mais pesada?

  • Qual é o clímax emocional e narrativo do documentário?

  • Qual é o seu ponto final? Onde você termina?


Essa estrutura vai te ajudar a posicionar o texto em seus respectivos "setores" do roteiro.


Prepare a PAUTA de cada entrevista? O que você vai perguntar? É importante também saber COMO perguntar, porque dependendo de como você pergunta, pode gerar respostas diferentes. O segredo aqui é tentar puxar dos personagens aquilo que você quer que eles digam. Aquilo que vai adicionar a sua narrativa.


O próximo passo, é juntar a equipe e partir para as ENTREVISTAS. Escolha locações interessantes e silenciosas para entrevistar os personagens. Siga a Pauta mas puxe mais perguntas de acordo com as respostas dos personagens. Aproveite ao máximo o tempo que você tem com eles.


Ajuda muito pedir pra alguém fazer as TRANSCRIÇÕES da entrevista, mas você também pode decupar de ouvido, se quiser, mas as transcrições ajudam muito.


Com as transcrições em mãos, é hora de separar o conteúdo e a partir dele criar uma narrativa fluida, com diálogos entre personagens diferentes. O truque para criar diálogos é perguntar as mesmas coisas ou, se você quiser um desafio maior, fazer perguntas cujas respostas sejam complementares.


A essa altura, o roteiro já começa a ganhar forma. Você já pode fazer um corte bruto pra ter idéia se a narrativa está funcionando. Mas ainda não acabou.


Pode ser que você precise de personagens adicionais para preencher lacunas narrativas ou criar diálogos mais fluidos. Mas se estiver tudo OK é hora de filmar os planos de cobertura.


A equipe vai fazer imagens para ilustrar o que está sendo dito. Essa decupagem deve ser feita com muito capricho. nesse estágio você ja precisa começar a visualizar o documentário na sua mente.


Você já pode adicionar as descrições dos planos de cobertura no roteiro e quando acabar, vai ter um draft 01 do seu doc.


Esse é o roteiro que vai pra mão do editor e lá ele vai fazer um primeiro corte refinado, adicionando trilha sonora e coberturas. A partir daí é um processo de afinar o documentário até chegar em um resultado satisfatório.


Adicione uma abertura, alguns letterings, créditos e voilá. está pronto.

Lógico que eu não vou conseguir explicar os pormenores todos em um artigo, mas esse é o escopo geral das etapas de desenvolvimento que eu uso no meu dia-a-dia.


O segredo do sucesso do seu doc é conseguir mandar bem nas entrevistas e tirar dos seus entrevistados os dramas, os conflitos, a emoção e principalmente as frases que você precisa.


O resto é espetáculo pra deixar a experiência mais agradável.


E aí? gostou do artigo? deixe uma curtida, compartilhe nas suas redes. Isso ajuda muito a continuar produzindo conteúdo educacional de qualidade para vocês.




Comments


fd11_Banner_220x220.jpg
bottom of page